"Estranho como as coisas acontece

“Estranho como as coisas acontece rápido demais né? Eu te odiava e agora to aqui já morrendo de saudades. Não sei como nossa amizade surgiu, só sei que me apeguei demais a você. Sei que sou super chata, ignorante, besta, bipolar, sei que sou isso tudo, mas saiba que por trás dessa menina durona tem uma frágil, bobinha, sensível, chorona que ama seus abraços. Eu vou sentir muita falta de você, sei que nossa amizade não vai acabar e a tendência é só crescer, mas vou sentir saudades dos seus abraços apertados, vou sentir falta de ficar olhando esses seus olhos perfeitos, vou sentir saudade de te bater, de tentar ficar brava com você mas aí você me fazer rir, de você pedindo desculpas e me abraçando, das suas mancadas, até de você cantando, vou sentir muitas saudades de mexer no seu cabelo, de você me xingando, me chamando de chata, de todas as manhãs te ver sempre irritando alguém, te ver dançando, de me puxando, de andar pela escola com você, de ver você tentando colar nas provas, de ver você tocando violão, vou sentir falta até de você falando suas besteira, vou morrer de saudades de você. Você é um chato, insuportável, idiota, besta, retardado… E além de tudo é um ótimo amigo, me desculpe por demorar a perceber isso, por ter perdido tanto tempo com besteira. Mas saiba que agora que te encontrei não vou te deixar sair da minha vida tão fácil.”

Porque mesmo com tão pouco tempo você já conseguiu um lugar no meu coração que poucos conseguem.  (via aprincesa-dele)