debrazul: eu não sei em que momento

debrazul:

eu não sei em que momento os espaços que existem em mim foram se transformando em guerras. mas sim. existem as pequenas guerras. e às vezes um ou outro sai ileso. às vezes explosões acontecem e ferem quem ousa chegar perto sabendo do transtorno, da confusão. eu nunca quis ser gigante, mas quero que a vida me permita um certo toque gentil e alguma coisa que me faça me sentir segura. que me traga segurança quando tudo parece ser uma ameaça. eu nunca quis ser gigante, mas sempre quis ser inteira.